O Karaté-Do Shotokai

Mestre Gichin Funakoshi

Mestre Gichin Funakoshi

Mestre Gichin Funakoshi

   De início existia uma associação (kai) com o objectivo de ajudar o Mestre Gichin Funakoshi (1868-1957). Shoto era o pseudónimo de Mestre Funakoshi. A associação iria chamar-se Shotokai (pronunciar shôôtôôkai).

   Nascido em Okinawa, Mestre Gichin Funakoshi tinha introduzido o Karaté-Do no Japão (Honshu) nos anos 1920, indo depois instalar-se em Tóquio.

   A sua vida é um romance. Mestre Funakoshi é o verdadeiro pai do Karaté-Do.

   Hoje em dia, o Karaté-Do Shotokai designa, de modo geral, a via traçada por Mestre Shigeru Egami (1912-1981).


Mestre Egami, Shihan do Shotokai

Mestre Shigeru Egami

Mestre Shigeru Egami

   Com a morte de Mestre Gichin Funakoshi em 1957, foi Mestre Egami nomeado Shihan (chefe da escola) do Dojo Shotokan. Isto com o acordo da família Funakoshi) e do Shotokai (organização).

   O Mestre Egami concebe a sua prática como via de Realização e Despertar.

   Ao cabo de anos de prática intensiva, apercebe-se de que o uso imoderado da força, assim como a rigidez de movimentos, levam a um impasse.

   Muda a sua maneira de pensar e de praticar. Não se justificam noções como a vitória ou derrota, força ou fraqueza. O seu trabalho é agora orientado para a harmonia, para a inexistência de dualidade.

   Os movimentos mudam. São mais longos e sem rigidez. Posturas baixas e amplas.

   A competição e o aspecto «desportivo» são noções estranhas a Mestre Egami.


Mestre Tetsuji Murakami

Mestre Tetsuji Murakami

Mestre Tetsuji Murakami

    Mestre Murakami (1927-1987) foi o primeiro Mestre a fixar-se em França para difundir o Karaté-Do. Chega a Marselha em Novembro de 1957. Em 1967, no Japão, encontra Mestre Egami. Muito surpreendido pelo que vê, decide mudar a sua prática e segue-o. Virá a ser delegado de Mestre Egami para a Europa


   Mestre Murakami acentua que o objectivo do Shotokai é « libertar o corpo e o espírito ». Entre outras coisas, escreve :

   « Vencer-se a si mesmo. Vencer o corpo e os sentimentos. Primeiro, o corpo. É preciso «quebrá-lo », tirar-lhe toda a resistência. Em seguida modelá-lo, formá-lo.Necessário para isso treino extremamente duro.

   A seguir é preciso evitar a facilidade. É imperativo procurar a dificuldade, ultrapassar-se no esforço, ir sempre e sempre além dos nossos limites...

   Só assim aprendemos a bem nos conhecer e só assim aparecem ao vivo os nossos sentimentos mais diversos e os mais nefastos : ódio, violência, preguiça, impaciência. Será então muito fácil vencê-los.  »


    Faleceu em Paris em 24 Janeiro 1987. Está sepultado no Cemitério Intercomunal de Clamart.


A associação Mushinkai

Sensei Luís de Carvalho

Sensei Luís de Carvalho


Midare em Sérignan-Plage

Midare em Sérignan-Plage

    A Associação Mushinkai foi criada por numerosos alunos, no desejo de prosseguirem a obra de Mestre Murakami. O responsável é Luís de Carvalho (nascido em 1959). O presidente, Xavier Corbin (nascido em 1933).


   Luís de Carvalho é o actual Shihan da escola. Mestre Murakami nomeou-o assistente em 1982. Foi o seu primeiro-assistente de 1983 a 1987, ano da morte de Mestre Murakami.


   Entre os assistentes de Mestre Murakami contam-se Jean-Marc Labat (nascido em 1952) e Pierre-Jean Boyer (nascido em 1951). São instrutores do grupo Mushinkai.


    Mushinkai está hoje presente em França, Itália e Suíça. Todos os anos é organizada na Europa uma dezena de estágios. O principal é o de Sérignan-Plage (quinze dias à beira-mar). Sérignan é também um dos mais antigos estágios europeus. Continua desde a sua criação em 1969.




O secretariado Mushinkai   


(Traduzido do francês para português por Américo de Carvalho)   

Contactos | Plano do site | Política vida privada

© 2004-2012 Mushinkai - 無心会 (Todos os direitos reservados)